Canicross – os primeiros passos

A prática de corrida em trilho com um cão a puxar chama-se canicross ou cani-cross (de crosscountry running) ou às vezes  de canix. Mas para ser mesmo considerado canicross o cão (ou os cães porque dá para fazer com dois cães) tem que usar um arnês próprio para a modalidade e a ligação à pessoa deve ser feita através de uma linha elástica que permite absorver o choque de algum movimento mais brusco. A pessoa que vai atrás do cão usa um cinto de canicross que pode assentar na zona das ancas ou na zona lombar, isto depende da preferência pessoal de cada um.

Importante é não esquecer que a iniciação de uma modalidade nova exige um treino gradual. Leia aqui sobre a preparação para a prática de canicross.

Para quem quiser começar com o canicross ou canitrail (caminhdas com o cão usando o equipamento de canicross) convém ter alguns pontos em consideração:

  • A idade do cão (os cães não devem começar a puxar ou correr longas distâncias antes de completarem 12 meses, ou nas raças grandes/gigantes aos 18 meses. O melhor seria sempre pedir ao veterinários para fazer um check-up para verificar se estaria seguro o cão começar a fazer este tipo de esforço
  • Comece por distâncias curtas e mantenha a actividade divertida, a maior parte dos cães puxam de forma natural quando se apercebem que podem. Caso o seu cão não o faça tente encorajá-lo por exemplo indo a sua frente (com outra pessoa no cinto) e tente encoraja-lo a puxar :). No canicross a aprendizagem dos comandos muitas vezes é feita por associação, isto quer dizer o cão faz algo (quase acidentalmente) e nos começamos a chamar aquilo algo. Por exemplo numa bifurcação o cão vai pela esquerda e nós dizemos “esquerda” ( ou “Haw” o termo usado por muitos mushers) ou podemos criar uma situação de treino onde o cão apenas pode virar a esquerda, por exemplo aproximando-se de um canto onde em frente e do lado direito tem uma parede e assim a probabilidade que o cão vire a esquerda aumenta). O mesmo aplica-se a outros comandos como “à  direita” (ou “Gee” como alguns mushers dizem).
  • Os comandos mais utilizados são os da direita, esquerda, esticar a linha (line out) e ainda indicações para o cão correr mais devagar (por exemplo numa descida) ou para acelerar/puxar com mais força.

Os comandos podem ser ensinados de várias formas, o mais fácil é criar a ligação entre comportamento e comando simplesmente dizendo a palavra de comando escolhida quando o cão faz o que pretendemos. Por exemplo o cão puxa e nos dizemos “vai” ou “go” e o cão acaba por associar o comportamento ao comando.

Se quiser saber mais sobre como começar o canicross pode juntar-se ao nosso grupo no facebook (Canicross &Canitrail Portugal) e colocar perguntas e quem sabe se não há uma equipa praticante perto de sí que está disposta a mostrar ao vivo e a cores como é que é :).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *